Índio é nós: não somos um grupo, somos vários, unidos na resistência contra os ataques às terras e às vidas dos índios no Brasil. Nesta página, pode-se ver a agenda dos eventos programados, no Brasil e no exterior, em prol dos povos indígenas, para abril de 2014, cinquentenário do golpe militar, bem como diversas informações sobre estes povos. Contato: indio.eh.nos@gmail.com
Sangue indígena: nenhuma gota a mais. O ato em São Paulo

Sangue indígena: nenhuma gota a mais. O ato em São Paulo

A mobilização mundial que ocorreu no dia 31 de janeiro de 2019, chamada pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), Sangue indígena: nenhuma gota a mais, englobou mais de cinquenta atos, no Brasil  e no Canadá, Estados Unidos, França, Portugal, Reino Unido, Suíça: http://apib.info/2019/01/30/mais-de-50-atos-contra-o-genocidio-indigena-acontecem-nessa-quinta-feira/ Em São Paulo, a Polícia Militar permitiu...
Sangue indígena: nenhuma gota a mais. Mobilização mundial no dia 31 de janeiro

Sangue indígena: nenhuma gota a mais. Mobilização mundial no dia 31 de janeiro

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) chama para o ato Sangue indígena: nenhuma gota a mais, do #JaneiroVermelho, exigindo #DemarcaçãoJá. Apesar de o movimento indígena referir-se a uma mobilização em nível nacional, já estão programados eventos no Canadá, Estados Unidos, Irlanda, Reino Unido, Suíça e Portugal, além de vários...
Medida provisória quer tornar provisórios os povos indígenas: o governo Bolsonaro viola direitos constitucionais e as garantias internacionais

Medida provisória quer tornar provisórios os povos indígenas: o governo Bolsonaro viola direitos constitucionais e as garantias internacionais

  A campanha do presidente eleito fez abertamente promessas eleitorais de violação da Constituição. Entre elas, a de que não cumpriria o capítulo relativo aos povos indígenas, afirmando que descumpriria o dever constitucional de demarcar terras indígenas, bem como desrespeitaria suas práticas e suas visões de mundo, impondo uma “integração”,...

Amnésia oficial e permanência da ditadura contra os povos indígenas: o marco temporal e o Sistema Interamericano de Direitos Humanos

Introdução ao material entregue no mesmo dia à Comissão Interamericana de Direitos Humanos:   Imagine-se que, na Alemanha, fosse editada uma lei determinando que os bens das vítimas de genocídio pelo nazismo devessem permanecer com os algozes e os colaboradores. Segundo a “lógica” dessa lei, as vítimas seriam “culpadas” de terem sido mortas ou expulsas de sua terra e, portanto, os assassinos e invasores mereceriam ser recompensados por suas ações criminosas. Uma lei como essa, além de ferir princípios básicos de justiça e de dignidade humana, colocaria a Alemanha na berlinda das nações. Isso não se fez lá, mas, no Brasil, aconteceu algo semelhante. A tese do “marco temporal” foi oficializada por Michel Temer no Diário Oficial da União do dia 20 de julho de 2017, por meio de um Parecer vinculante da Advocacia Geral da União (Parecer n. 001/2017/GAB/CGU/AGU), com a finalidade de paralisar processos de demarcação de terras...
Adesão à Nota Pública de repúdio às violações de direitos territoriais do Povo Indígena Pitaguary

Adesão à Nota Pública de repúdio às violações de direitos territoriais do Povo Indígena Pitaguary

O Povo Pitaguary, no Estado do Ceará, queixa-se de que não vem tendo seus direitos territoriais respeitados, seja pela Funai, seja pelo Judiciário brasileiro. O artigo 232 da Constituição da República prevê expressamente que “Os índios, suas comunidades e organizações são partes legítimas para ingressar em juízo em defesa de...
Dos filhos e filhas da Terra: Poema de Graça Graúna sobre a homenagem dos Xukuru ao Cacique Xicão

Dos filhos e filhas da Terra: Poema de Graça Graúna sobre a homenagem dos Xukuru ao Cacique Xicão

Dos filhos e filhas da Terra       Graça Graúna (povo potiguara/RN) Nordeste do Brasil, 21 de maio de 2018.   Banhei meus passos na água corrente da mata sagrada, nos ombros da serra onde está plantado o grande guerreiro Cacique Xicão Xukuru do Ororubá Nos ombros da serra...
Entre a cobra e a cruz: o filme "Ex-pajé", de Luiz Bolognesi

Entre a cobra e a cruz: o filme “Ex-pajé”, de Luiz Bolognesi

  Foto: Divulgação   Uma das primeiras cenas do grande documentário Ex-pajé, de Luiz Bolognesi, que entra em cartaz nos cinemas dia 26 de abril, mostra o personagem que dá título ao filme, Perpera, ex-pajé da etnia Paiter Suruí, recebendo uma encomenda postal: a fotocópia em dois volumes de um trabalho...
Publicado o "Direito dos povos indígenas em disputa", livro contra o marco temporal

Publicado o “Direito dos povos indígenas em disputa”, livro contra o marco temporal

  Foi publicado o livro do seminário que ajudamos a preparar, Direitos dos Povos Indígenas em disputa, pela Unesp, com organização de Manuela Carneiro da Cunha e Samuel Barbosa. O seminário ocorreu em novembro de 2015 na Faculdade de Direito da USP e tinha como principal tema o marco temporal, tese...
A vitória do Povo Xucuru na Corte Interamericana e as questões que ficam para os militantes

A vitória do Povo Xucuru na Corte Interamericana e as questões que ficam para os militantes

O povo Xucuru venceu na justiça internacional. Pela primeira vez na Corte Interamericana de Direitos Humanos, o Estado brasileiro foi condenado por violação dos direitos de um povo indígena. Em 20 de março de 2017, o cacique Marcos Xucuru havia gravado um vídeo demonstrando sua confiança no julgamento, um dia...
Contra o marco temporal: a legalização na democracia do genocídio dos povos indígenas durante a ditadura

Contra o marco temporal: a legalização na democracia do genocídio dos povos indígenas durante a ditadura

No Judiciário brasileiro, mais especificamente no Supremo Tribunal Federal, trava-se nova batalha dos povos indígenas: a Constituição da República teria estabelecido um limite, um marco temporal que determinasse que só poderiam ser demarcadas as terras que os índios habitavam quando a Constituição foi aprovada? Manuela Carneiro da Cunha, com toda...
Os vídeos do lançamento paulista de Índio é Nós

Os vídeos do lançamento paulista de Índio é Nós

Em cinco de abril de 2014, ocorreu o lançamento de São Paulo da campanha Índio é nós, na Casa do Povo (rua Três Rios, 252, Bom Retiro). Como foi anunciado, “Índio é nós compõe-se de uma rede independente de eventos pelo Brasil apoiada por nomes representativos de nossa cultura, [...]...
Gilberto Gil apoia Índio é nós

Gilberto Gil apoia Índio é nós

Gilberto Gil, um dos signatários do manifesto Índio é nós (assinem aqui a nossa petição), volta a manifestar, neste 19 de abril, seu apoio à mobilização nacional pelos direitos e terras indígenas.
"Índio é nós" n'O Globo: "O cerco aos índios na ditadura e na democracia"

“Índio é nós” n’O Globo: “O cerco aos índios na ditadura e na democracia”

A importante matéria de Guilherme Freitas no caderno Prosa e Verso de O Globo, publicada em 12 de abril de 2014, “O cerco aos índios na ditadura e na democracia”, tratou das investigações dos crimes da ditadura militar contra os povos indígenas (o genocídio sofrido pelos Waimiri-Atroari, massacres dos Ianomâmi,...
"Índio é nós" na revista Baderna

“Índio é nós” na revista Baderna

Texto na revista Baderna (ver a ligação) sobre a campanha Índio é nós: A campanha trata dos genocídios de ontem e de hoje, que estão relacionados, como se pode perceber nos projetos de intervenção na Amazônia (Belo Monte é um exemplo) concebidos pela ditadura militar que estão sendo implementados hoje....
Mais recentes
III Fórum Nacional dos Museus indígenas do Brasil: campanha de financiamento colaborativo

III Fórum Nacional dos Museus indígenas do Brasil: campanha de financiamento colaborativo

  O III Fórum Nacional dos Museus Indígenas do Brasil ocorrerá de 19 a 21 de outubro de 2017 na Comunidade indígena de Nazaré, do povo Tabajara. A Comunidade se localiza em Lagoa de São Francisco, no estado do Piauí. Vejam nesta ligação mais informações e uma explicação sobre o significado deste evento no âmbito da...
"Tekoha - som da terra", de Rodrigo Arajeju e Valdelice Veron, 18/09 no Festival de Brasília: a luta das mulheres indígenas no MS

“Tekoha – som da terra”, de Rodrigo Arajeju e Valdelice Veron, 18/09 no Festival de Brasília: a luta das mulheres indígenas no MS

Neste 18 de setembro, estreia “TEKOHA – som da terra” em Brasília. O filme trata da luta das mulheres Kaiowá Guarani no Mato Grosso do Sul e tem direção de Rodrigo Arajeju e Valdelice Veron. Trata-se do primeiro filme dirigido por Valdelice Veron, filha do cacique Marcos Veron, assassinado por fazendeiro. Ela mesma foi ameaçada...
Guaranis ocupam o Parque do Jaraguá

Guaranis ocupam o Parque do Jaraguá

Os Guaranis ocuparam no dia 13 de setembro o Parque do Jaraguá e controlaram  as torres de transmissão de tevê e celular que lá estão. Pressionado, o governo do Estado de São Paulo começou a negociar com eles. Vejam a matéria da EBC: http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2017-09/apos-ocupar-torres-de-transmissao-indios-negociam-com-o-governo-paulista O governo do Estado de São Paulo quer, violando os direitos...
Nota de apoio ao Povo Indígena Pitaguary e ao indígena Maurício Alves Feitosa, atacado com fogo

Nota de apoio ao Povo Indígena Pitaguary e ao indígena Maurício Alves Feitosa, atacado com fogo

  NOTA DE APOIO E SOLIDARIEDADE DE ORGANIZAÇÕES INDÍGENAS E AMBIENTALISTAS, DEFENSORES DOS DIREITOS HUMANOS E INDIGENISTAS DO BRASIL AO POVO INDÍGENA PITAGUARY, AO INDÍGENA MAURÍCIO ALVES FEITOSA E ÀS LIDERANÇAS TRADICIONAIS DO POVO PITAGUARY.   Nós, organizações indígenas e ambientalistas, defensores dos direitos humanos e indigenistas do Brasil, manifestamos nossa solidariedade ao Povo Indígena...
Passeata da Ocupação Guarani na Secretaria da Presidência em São Paulo e como apoiar a Ocupação

Passeata da Ocupação Guarani na Secretaria da Presidência em São Paulo e como apoiar a Ocupação

Os Guaranis ocuparam de manhã a Secretaria da Presidência da República em São Paulo e lançaram um manifesto. Entre outros pontos, exigem a revogação da portaria que anulou a  ampliação da Terra Indígena Jaraguá: O povo Guarani ocupou hoje a casa da Presidência em São Paulo, porque o Governo Temer invadiu no último dia 21/8...
O Povo Guarani ocupa a Secretaria da Presidência em São Paulo

O Povo Guarani ocupa a Secretaria da Presidência em São Paulo

  Vídeo da Comissão Guarani Yvyrupa. O presidente Michel Temer anulou a demarcação da Terra Indígena Jaraguá, colocou militares e ruralistas na direção da Funai e aprovou um parecer inconstitucional da Advocacia Geral da União para impedir as demarcações: http://www.indio-eh-nos.eco.br/2017/07/20/michel-temer-a-agu-e-a-legitimacao/. O governador Geraldo Alckmin, do Estado de São Paulo, que privatizar o Parque do Jaraguá,...
A luta Mapuche e o desaparecido político Santiago Maldonado

A luta Mapuche e o desaparecido político Santiago Maldonado

Este panfleto foi distribuído em Ato do Dia Internacional dos Povos Indígenas em São Paulo, no dia 9 de agosto de 2017. Facundo Jones Huala é um líder Mapuche que está atualmente preso na Argentina, em razão da criminalização desse povo, que fez ações de retomada de uma parte pequena das terras que estão nas mãos...
O Jaraguá é Guarani: ato dia 30/08 contra a anulação de Terras Indígenas por Temer

O Jaraguá é Guarani: ato dia 30/08 contra a anulação de Terras Indígenas por Temer

  O Supremo Tribunal Federal, no dia 16 de agosto, julgou apenas uma das causas programadas relativas aos direitos indígenas, mas o fez favoravelmente ao Parque do Xingu, decidindo contra as pretensões anti-indígenas do Estado do Mato Grosso. O STF indicou que  o parecer vinculante inconstitucional aprovado por Temer, contrário a novas demarcações de terras...
Curso de Extensão Histórias, Culturas Indígenas e a Cidade de São Paulo, com Casé Angatu

Curso de Extensão Histórias, Culturas Indígenas e a Cidade de São Paulo, com Casé Angatu

                            CURSO DE EXTENSÃO HISTÓRIAS, CULTURAS INDÍGENAS E A CIDADE DE SÃO PAULO: Saberes, Protagonismo, Abordagens, Pesquisa e Ensino (Lei nº 11.645/2008) NO INSTITUTO BIXIGA PESQUISA, FORMAÇÃO E CULTURA POPULAR Local: Rua dos Ingleses, nº 67. Bela Vista/Bixiga (Próx. ao Teatro Ruth...
Vigília diante do STF e tuitaço #MarcoTemporalNão

Vigília diante do STF e tuitaço #MarcoTemporalNão

  Em 15 de agosto de 2017, começa, às 17 horas, uma vigília dos povos indígenas em frente ao Supremo Tribunal Federal em razão da sessão do dia 16, em que o Tribunal poderá julgar três casos relacionados ao marco temporal, o que interessa tanto aos povos indígenas quanto aos quilombolas. O marco temporal é...
UnB: Licenciatura em Educação do Campo, com cota para indígenas

UnB: Licenciatura em Educação do Campo, com cota para indígenas

Em resposta à demanda dos movimentos sociais no campo, a Universidade de Brasília (UnB) abriu uma licenciatura em Educação no Campo, com cota para indígenas, negros, pardos, estudantes de escolas públicas, bem como candidatos com deficiência. Serão 140 vagas; metade dos alunos começará o curso no segundo semestre de 2017, a outra, no primeiro de...
II Jornada de Crítica Literária: Ecocríticas: Estados de Natureza, na UnB, 14 e 15/08, com Graça Graúna e Álvaro Tukano

II Jornada de Crítica Literária: Ecocríticas: Estados de Natureza, na UnB, 14 e 15/08, com Graça Graúna e Álvaro Tukano

    Nos dias 14 e 15 de agosto, ocorrerá na Universidade de Brasília (UnB) a II Jornada de Crítica Literária: Ecocríticas: Estados de Natureza, no Auditório do Instituto de Letras (IL), subsolo do ICC Sul.  O evento é uma iniciativa do Grupo de Estudos em Literatura Brasileira Contemporânea, com coordenação do professor Pedro Mandagará, da UnB....