Estão sendo organizados, na Terra Indígena Jaraguá e no centro da cidade de São Paulo (com uma caminhada a partir da Praça da República até o Largo do Paissandu no dia 3 de setembro), diversos eventos para o Dia Internacional da Mulher Indígena e o segundo Encontro Estadual de Mulheres Indígenas em São Paulo. Estarão presentes indígenas do povo Mapuche da Argentina e Julieta Paredes, da Bolívia.

No entanto, a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, encabeçado por Romildo Campello, havia prometido patrocinar a programação e deixou, na última hora, de apoiá-lo. Por essa razão, os Guaranis do Jaraguá estão organizando uma série de atividades para que os apoiadores contribuam.

Elas podem ser acompanhadas por esta página; dia 25 de agosto, por exemplo, será realizada uma roda de carimbó com o Grupo Pai d’égua e Mestre Silvan Galvão na aldeia Itakupé:

https://www.facebook.com/MulheresIndigenasLutarEResistir/

Para contribuir com dinheiro, pode-se também fazer doações por meio desta página de financiamento coletivo:

https://www.kickante.com.br/campanhas/mulheres-indigenas-lutar-resistir

Neste vídeo, gravado em 21 de agosto em São Paulo, a liderança Ara Mirim explica as necessidades da organização e dá o seu contato para os apoiadores:

Neste outro, feito na mesma ocasião, Karai Popygua fala dos convidados e da organização:

 

A programação está sendo fechada e o calendário provisório pode ser consultada nesta ligação:

https://www.facebook.com/events/2149825358635568/