A Universidade de Pernambuco participará da Mobilização Nacional Indígena de 2018 com rodas de diálogo, mostra fotográfica, exibição de curtas, e também dança, cantos e artesanato Fulni-ô (o “único grupo do Nordeste que conseguiu manter viva e ativa sua própria língua – o Ia-tê”, lembra o Instituto Socioambiental). Sobre o evento, fizemos perguntas à professora,...