índio é nós santo andré

O Comitê Paulista de Solidariedade à Luta no Tapajós chama para mais este evento de solidariedade à autodemarcação Munduruku na sexta, 31 de julho, em Santo André/SP, na Casa da Lagartixa Preta “Malagueña Salerosa” (R. Alcides de Queirós, 161, Casa Branca).

Vejam também a ligação para a IV Carta da Autodemarcação.

Autodemarcação já!
Apresentação de documentários e roda de conversa sobre o atual processo de retomada dos territórios indígenas no país.

Se o governo não quer demarcar as terras indígenas, xs próprixs indígenas retomam suas terras! É o caso dos povos Munduruku que estão, neste exato momento, realizando a autodemarcação da TI Sawré Muybu, na região do Médio Tapajós (acesse aqui a carta escrita pelos Munduruku durante a autodemarcação: https://autodemarcacaonotapajos.wordpress.com/2015/07/14/iii-carta-da-autodemarcacao-3/ ) e dos povos Guarani que, depois de muita luta, conseguiram finalmente iniciar o tão esperado processo de demarcação da TI Jaraguá, na Zona Norte de São Paulo.

Para conversar sobre esses processos de luta e resistência em curso, o Comitê Paulista de Solidariedade à Luta no Tapajós e a Casa da Lagartixa Preta “Malagueña Salerosa” convidam para a apresentação dos filmes “Tenonderã: Um Olhar para o Futuro”, de Eduardo Duwe, e “Índios Munduruku: Tecendo a Resistência”, de Nayana Fernandez e “O retorno da Terra Tupinambá” de Daniela Alarcon.

Estarão presentes lideranças Guarani Mbya, membros do coletivo Tenonderã Ayvu, do Comitê Paulista de Solidariedade a Luta pelo Tapajós e xs diretorxs dos dois primeiros documentários citados (Nayana Fernandez e Edu Duwe) para um conversa sobre os caminhos dessa luta, tanto na linha de frente tanto como apoiadores na retaguarda.

— “Índios Munduruku: Tecendo a Resistência” (25′), de Nayana Fernandez
https://vimeo.com/106132350

— “Tenonderã: Um Olhar para o Futuro” (26′), de Eduardo Duwe
https://vimeo.com/120181997

— “O retorno da Terra Tupinambá” (25′), de Daniela Alarcon (http://reporterbrasil.org.br/retornodaterra/)

Haverá venda de tapiocas com o objetivo de arrecadar fundos para contribuir com a logística da segunda etapa da autodemarcação, que já conta com 40 guerreiros, vindos de 10 aldeias do Alto Tapajos, localizadas a mais de 400km da Terra Indígena Sawre Muybu.

Ver mais nesta ligação: https://www.facebook.com/events/895115440562628/