“Vote na floresta, não vote em motosserra”. Os direitos dos povos indígenas sofrem hoje ataque dos três Poderes institucionais. Diante da ameaça de retrocesso constitucional por meio dos projetos de eliminação dos direitos desses povos, é importante, especialmente, que se eleja um Congresso Nacional que lute contra a grilagem, a devastação ambiental, o etnocídio e o genocídio. Também se faz necessária a eleição de candidatos indígenas. Atualmente, não há nenhum congressista indígena no Brasil, e esse quadro precisa ser mudado.

índio é nós inescO Inesc (Instituto de Estudos Socioeconômicos) analisou a sub-representação de negros, indígenas e mulheres entre os candidatos às eleições de 2014.

O estudo, que pode ser baixado nesta ligação, mostra que a maior parte dos Estados simplesmente não apresenta candidatos indígenas, embora estes povos estejam presentes em todo o país.

Destacamos ao lado uma das tabelas feitas pelo Inesc. Nela, pode-se ver a distribuição por gênero e Estado da federação.

Essas candidaturas estão concentradas em apenas três partidos, o PT, o PSOL e o PCdoB.

 

índio é nós cartilha CIMI eleições 2014O CIMI (Conselho Indigenista Missionário) elaborou uma interessante cartilha para as eleições de 2014: http://cimi.org.br/eleicoes2014/

Além de ressaltar os direitos políticos dos povos indígenas, a cartilha lembrou de Mário Juruna, o primeiro índio a ser eleito deputado federal, e indicou quais são os prefeitos indígenas de hoje.

O CIMI não fez indicações de voto. A República dos Ruralistas traz uma lista dos políticos que não devem ser escolhidos por quem deseja defender os povos indígenas e o meio ambiente: http://www.republicadosruralistas.com.br/ruralistas

Tais políticos sabem muito bem aliar-se, como demonstra este curto vídeo. Por isso, Índio é Nós, que é uma campanha não partidária e não institucional, achou interessante fazer algumas sugestões de voto.

Em primeiro lugar, chamamos atenção para os candidatos indígenas. Ricardo Verdum, do Inesc, fez esta relação, que pode ser baixada nesta ligação. Nela, há nomes de conhecidas lideranças como o Cacique Ladio Veron, candidato a deputado federal pelo PSOL do Mato Grosso do Sul (5000).

Há também candidaturas de não índios que estão engajadas em prol dos direitos e terras indígenas. Lembramos de algumas delas:

Amapá: candidata a deputado federal: Janete Capiberibe (PSB, 4040).

Ceará: candidata a deputado federal: Soraya Tupinambá (PSOL, 5030).

Distrito Federal:  candidatos a deputado federal: André Lima (PDT, 1234), Erika Kokay (PT, 1331).

Maranhão: candidato a deputado federal: Dutra (SDD, 7713).

Rio de Janeiro: candidatos a deputado federal: Chico Alencar (PSOL, 5050), Jean Wyllys (PSOL, 5005).

São Paulo: candidatos a deputado federal: Adriano Diogo (PT, 1368); Ivan Valente (PSOL, 5050); Luiza Erundina (PSB, 4021).

Abaixo, temos a lista de candidaturas indígenas em todo o país (clique sobre as imagens para ampliá-la):

índio é nós verdum 1índio é nós verdum 2

 

 

 

 

 

índio é nós verdum 3índio é nós verdum 4

 

 

 

 

 

índio é nós verdum 5