Índio é nós: não somos um grupo, somos vários, unidos na resistência contra os ataques às terras e às vidas dos índios no Brasil. Nesta página, pode-se ver a agenda dos eventos programados, no Brasil e no exterior, em prol dos povos indígenas, para abril de 2014, cinquentenário do golpe militar, bem como diversas informações sobre estes povos. Contato: indio.eh.nos@gmail.com
Simpósio Poéticas Indígenas em foco na ABRALIC: envio de resumos PRORROGADO ATÉ 20/03

Simpósio Poéticas Indígenas em foco na ABRALIC: envio de resumos PRORROGADO ATÉ 20/03

O simpósio 86 do XVI Congresso Internacional da Abralic (Associação Brasileira de Literatura Comparada), coordenado pela Profª. Drª Graça Graúna (UPE) e pela Profª. Drª Maria Silvia Cintra Martins (UFSCar), tem como tema as “Poéticas Indígenas em foco”.  O prazo para envio de resumos de comunicações para os simpósios encerra-se dia 15...
Sangue indígena: nenhuma gota a mais. O ato em São Paulo

Sangue indígena: nenhuma gota a mais. O ato em São Paulo

A mobilização mundial que ocorreu no dia 31 de janeiro de 2019, chamada pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), Sangue indígena: nenhuma gota a mais, englobou mais de cinquenta atos, no Brasil  e no Canadá, Estados Unidos, França, Portugal, Reino Unido, Suíça: http://apib.info/2019/01/30/mais-de-50-atos-contra-o-genocidio-indigena-acontecem-nessa-quinta-feira/ Em São Paulo, a Polícia Militar permitiu...
Sangue indígena: nenhuma gota a mais. Mobilização mundial no dia 31 de janeiro

Sangue indígena: nenhuma gota a mais. Mobilização mundial no dia 31 de janeiro

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) chama para o ato Sangue indígena: nenhuma gota a mais, do #JaneiroVermelho, exigindo #DemarcaçãoJá. Apesar de o movimento indígena referir-se a uma mobilização em nível nacional, já estão programados eventos no Canadá, Estados Unidos, Irlanda, Reino Unido, Suíça e Portugal, além de vários...
Medida provisória quer tornar provisórios os povos indígenas: o governo Bolsonaro viola direitos constitucionais e as garantias internacionais

Medida provisória quer tornar provisórios os povos indígenas: o governo Bolsonaro viola direitos constitucionais e as garantias internacionais

  A campanha do presidente eleito fez abertamente promessas eleitorais de violação da Constituição. Entre elas, a de que não cumpriria o capítulo relativo aos povos indígenas, afirmando que descumpriria o dever constitucional de demarcar terras indígenas, bem como desrespeitaria suas práticas e suas visões de mundo, impondo uma “integração”,...

Amnésia oficial e permanência da ditadura contra os povos indígenas: o marco temporal e o Sistema Interamericano de Direitos Humanos

Introdução ao material entregue no mesmo dia à Comissão Interamericana de Direitos Humanos:   Imagine-se que, na Alemanha, fosse editada uma lei determinando que os bens das vítimas de genocídio pelo nazismo devessem permanecer com os algozes e os colaboradores. Segundo a “lógica” dessa lei, as vítimas seriam “culpadas” de terem sido mortas ou expulsas de sua terra e, portanto, os assassinos e invasores mereceriam ser recompensados por suas ações criminosas. Uma lei como essa, além de ferir princípios básicos de justiça e de dignidade humana, colocaria a Alemanha na berlinda das nações. Isso não se fez lá, mas, no Brasil, aconteceu algo semelhante. A tese do “marco temporal” foi oficializada por Michel Temer no Diário Oficial da União do dia 20 de julho de 2017, por meio de um Parecer vinculante da Advocacia Geral da União (Parecer n. 001/2017/GAB/CGU/AGU), com a finalidade de paralisar processos de demarcação de terras...
Adesão à Nota Pública de repúdio às violações de direitos territoriais do Povo Indígena Pitaguary

Adesão à Nota Pública de repúdio às violações de direitos territoriais do Povo Indígena Pitaguary

O Povo Pitaguary, no Estado do Ceará, queixa-se de que não vem tendo seus direitos territoriais respeitados, seja pela Funai, seja pelo Judiciário brasileiro. O artigo 232 da Constituição da República prevê expressamente que “Os índios, suas comunidades e organizações são partes legítimas para ingressar em juízo em defesa de...
Dos filhos e filhas da Terra: Poema de Graça Graúna sobre a homenagem dos Xukuru ao Cacique Xicão

Dos filhos e filhas da Terra: Poema de Graça Graúna sobre a homenagem dos Xukuru ao Cacique Xicão

Dos filhos e filhas da Terra       Graça Graúna (povo potiguara/RN) Nordeste do Brasil, 21 de maio de 2018.   Banhei meus passos na água corrente da mata sagrada, nos ombros da serra onde está plantado o grande guerreiro Cacique Xicão Xukuru do Ororubá Nos ombros da serra...
Entre a cobra e a cruz: o filme "Ex-pajé", de Luiz Bolognesi

Entre a cobra e a cruz: o filme “Ex-pajé”, de Luiz Bolognesi

  Foto: Divulgação   Uma das primeiras cenas do grande documentário Ex-pajé, de Luiz Bolognesi, que entra em cartaz nos cinemas dia 26 de abril, mostra o personagem que dá título ao filme, Perpera, ex-pajé da etnia Paiter Suruí, recebendo uma encomenda postal: a fotocópia em dois volumes de um trabalho...
Publicado o "Direito dos povos indígenas em disputa", livro contra o marco temporal

Publicado o “Direito dos povos indígenas em disputa”, livro contra o marco temporal

  Foi publicado o livro do seminário que ajudamos a preparar, Direitos dos Povos Indígenas em disputa, pela Unesp, com organização de Manuela Carneiro da Cunha e Samuel Barbosa. O seminário ocorreu em novembro de 2015 na Faculdade de Direito da USP e tinha como principal tema o marco temporal, tese...
A vitória do Povo Xucuru na Corte Interamericana e as questões que ficam para os militantes

A vitória do Povo Xucuru na Corte Interamericana e as questões que ficam para os militantes

O povo Xucuru venceu na justiça internacional. Pela primeira vez na Corte Interamericana de Direitos Humanos, o Estado brasileiro foi condenado por violação dos direitos de um povo indígena. Em 20 de março de 2017, o cacique Marcos Xucuru havia gravado um vídeo demonstrando sua confiança no julgamento, um dia...
Contra o marco temporal: a legalização na democracia do genocídio dos povos indígenas durante a ditadura

Contra o marco temporal: a legalização na democracia do genocídio dos povos indígenas durante a ditadura

No Judiciário brasileiro, mais especificamente no Supremo Tribunal Federal, trava-se nova batalha dos povos indígenas: a Constituição da República teria estabelecido um limite, um marco temporal que determinasse que só poderiam ser demarcadas as terras que os índios habitavam quando a Constituição foi aprovada? Manuela Carneiro da Cunha, com toda...
Os vídeos do lançamento paulista de Índio é Nós

Os vídeos do lançamento paulista de Índio é Nós

Em cinco de abril de 2014, ocorreu o lançamento de São Paulo da campanha Índio é nós, na Casa do Povo (rua Três Rios, 252, Bom Retiro). Como foi anunciado, “Índio é nós compõe-se de uma rede independente de eventos pelo Brasil apoiada por nomes representativos de nossa cultura, [...]...
Gilberto Gil apoia Índio é nós

Gilberto Gil apoia Índio é nós

Gilberto Gil, um dos signatários do manifesto Índio é nós (assinem aqui a nossa petição), volta a manifestar, neste 19 de abril, seu apoio à mobilização nacional pelos direitos e terras indígenas.
"Índio é nós" n'O Globo: "O cerco aos índios na ditadura e na democracia"

“Índio é nós” n’O Globo: “O cerco aos índios na ditadura e na democracia”

A importante matéria de Guilherme Freitas no caderno Prosa e Verso de O Globo, publicada em 12 de abril de 2014, “O cerco aos índios na ditadura e na democracia”, tratou das investigações dos crimes da ditadura militar contra os povos indígenas (o genocídio sofrido pelos Waimiri-Atroari, massacres dos Ianomâmi,...
"Índio é nós" na revista Baderna

“Índio é nós” na revista Baderna

Texto na revista Baderna (ver a ligação) sobre a campanha Índio é nós: A campanha trata dos genocídios de ontem e de hoje, que estão relacionados, como se pode perceber nos projetos de intervenção na Amazônia (Belo Monte é um exemplo) concebidos pela ditadura militar que estão sendo implementados hoje....
Mais recentes
Candidaturas indígenas nas eleições de 2018; #EleNão é #RacismoNão

Candidaturas indígenas nas eleições de 2018; #EleNão é #RacismoNão

  Mário Juruna foi o único deputado federal indígena da história do país, eleito pelo Estado do Rio de Janeiro em 1982. Como ele não conseguiu ter o mesmo sucesso nas eleições de 1986, a atual Constituição foi discutida, elaborada e aprovada sem nenhum representante dos povos indígenas na condição de constituinte. A União das...
Apoio para os eventos do Dia Internacional da Mulher Indígena: um apelo dos Guaranis do Jaraguá

Apoio para os eventos do Dia Internacional da Mulher Indígena: um apelo dos Guaranis do Jaraguá

Estão sendo organizados, na Terra Indígena Jaraguá e no centro da cidade de São Paulo (com uma caminhada a partir da Praça da República até o Largo do Paissandu no dia 3 de setembro), diversos eventos para o Dia Internacional da Mulher Indígena e o segundo Encontro Estadual de Mulheres Indígenas em São Paulo. Estarão...
Como fotografei os Yanomami: estreia 09/08 do filme de Otavio Cury no Rio de Janeiro e em Porto Alegre

Como fotografei os Yanomami: estreia 09/08 do filme de Otavio Cury no Rio de Janeiro e em Porto Alegre

Estreia no Rio de Janeiro e Porto Alegre o filme de Otavio Cury “Como fotografei os Yanomami”, que participou do 13º  Festival de Cinema Latino-Americano, em São Paulo. Rio de Janeiro: Estação Net Botafogo, sala 2, às 15:40. Rua Voluntários da Pátria, 88 – Botafogo. Tel.: (21) 2226-1988. Porto Alegre: CineBancários, às 19:00h.  Rua General Câmara, nº 424...
Fórum Permanente 30 anos da Constituição e o capítulo "Dos Índios" na atual conjuntura: Unicamp, 21/06

Fórum Permanente 30 anos da Constituição e o capítulo “Dos Índios” na atual conjuntura: Unicamp, 21/06

Há 30 anos foi promulgada a Constituição brasileira hoje vigente. Conhecida como “Constituição Cidadã”, seu principal mérito foi ter ampliado direitos individuais e coletivos num contexto de abertura do país para o regime democrático. Dentre os muitos avanços em relação aos direitos fundamentais, destaca-se o capítulo “Dos Índios”, que reconhece aos povos indígenas a legitimidade...
Carta e audiência pública contra o loteamento político da Funai

Carta e audiência pública contra o loteamento político da Funai

  O aparelhamento político e a desconstrução institucional movidos pelo governo federal contra o Estado brasileiro atingiram profundamente a Funai e, consequentemente, os povos indígenas. O governo Temer havia promovido a volta da militarização da Fundação; também nesse aspecto, ele representou uma volta da ditadura. A Funai, órgão de Estado, transformou-se em domínio do PSC...
A Unicamp anuncia seu primeiro Vestibular Indígena

A Unicamp anuncia seu primeiro Vestibular Indígena

Em 21 de novembro de 2017, a Universidade Estadual de Campinas aprovou cotas étnico-raciais, reservando vinte e cinco por cento das vagas para candidatos autodeclarados pretos e pardos, e aprovou a criação de um Vestibular Indígena. Ainda não foi publicado o edital do Vestibular Indígena, que será inaugurado em 2018, para ingresso nas turmas de 2019,...
Doações e financiamento do Acampamento Terra Livre 2018

Doações e financiamento do Acampamento Terra Livre 2018

Todo ano, em abril, os povos indígenas acampam na capital do país para se mostrar presentes diante dos representantes dos três poderes instituídos e estabelecer negociações. É o Acampamento Terra Livre (ATL). Em 2018, eles têm que enfrentar um governo que lançou uma ofensiva anti-indígena que fez derrubar, mais uma vez, o presidente da Funai...
Universidade de Pernambuco na Mobilização Nacional Indígena de 2018

Universidade de Pernambuco na Mobilização Nacional Indígena de 2018

A Universidade de Pernambuco participará da Mobilização Nacional Indígena de 2018 com rodas de diálogo, mostra fotográfica, exibição de curtas, e também dança, cantos e artesanato Fulni-ô (o “único grupo do Nordeste que conseguiu manter viva e ativa sua própria língua – o Ia-tê”, lembra o Instituto Socioambiental). Sobre o evento, fizemos perguntas à professora,...
Festival Guarani de Cultura e Arte: 14 e 15 de abril

Festival Guarani de Cultura e Arte: 14 e 15 de abril

O Festival Guarani de Cultura e Arte ocorrerá na Terra Indígena Jaraguá, na cidade de São Paulo, a partir das 10:30h do dia 14 de abril de 2018. Entre as atividades programadas, estão cantos e danças tradicionais, pintura corporal e a exibição de filmes. Para ver a programação e confirmar a presença, cliquem nesta ligação: https://www.facebook.com/events/164931190876927/...
Curso de Bioconstrução da casa Tukano

Curso de Bioconstrução da casa Tukano

Naiara Tukano solicita a divulgação deste curso, previsto para se dar entre 15 e 18 de fevereiro na Terra Indígena Tekohal, e pede contribuições: Queridos amigos! Convidamos a participar do Curso de Bioconstrução da casa Tukano! O curso teórico e prático contará com certificado e será realizado sob a direção de Rothier Benther, o projeto...
38 anos da morte de Angelo Kretã

38 anos da morte de Angelo Kretã

“Não tem sentido falar de invasão de uma área que sempre pertenceu aos índios e da qual fomos expulsos. Vamos simplesmente ocupá-la novamente.” Essa fala de Angelo Cretã, citada nesta edição do Mensageiro, resume o espírito das retomadas. Primeiro Vereador índio na região Sul, eleito em 1976 pelo Município de Mangueirinha, foi um dos grandes exemplos...
"Canção peregrina", de Graça Graúna

“Canção peregrina”, de Graça Graúna

Divulgamos o poema que será lido pela autora no dia 22 de novembro de 2017, na Universidade Estadual do Piauí (Uespi), por ocasião do I Encontro Internacional de Culturas Indígenas da América Latina e Caribe, organizado pela Uespi por meio do Núcleo Estudos e Pesquisas Afro – NEPA, do Mestrado Acadêmico em Letras e Núcleo...